GAZETA DO NOROESTE MT

Mato Grosso ,

NOTÍCIAS / Vale do Arinos

Prefeito e servidores são alvos de operação da Defaz em Nova Bandeirantes

Da Redação    

20 de Set de 2017 às 12:48

Divulgação

Valdir dos Santos (PSB), de Nova Bandeirantes, é acusado de esquemas em pagamentos e licitações

A Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz) cumpre, na manhã desta quarta-feira (20), 12 mandados de busca e apreensão em cidades do interior de Mato Grosso.

O principal alvo é a Prefeitura de Nova Bandeirantes (1.026 km ao Norte de Cuiabá. O prefeito Valdir Pereira dos Santos (PSB), conhecido como "Rio Branco", é acusado de fraudes em pagamentos a fornecedores e em licitações.

A operação, denominada "Loki",  visa a apreender documentos, computadores e celulares que possam comprovar indícios de crimes contra a administração pública, peculato, associação criminosa e crime de responsabilidade.

Em Nova Bandeirantes são cumpridos 10 ordens judiciais, e nas cidades de Nova Monte Verde (956 km ao Norte) e Sorriso (398 km ao Norte), um mandado de busca em cada.

Também são cumpridos seis conduções coercitivas para depoimentos nas investigações.

Na operação, os policiais também cumprem seis mandados de conduções coercitivas contra servidores da Prefeitura de Nova Bandeirantes e prestadores de serviços. 

A Polícia investiga um esquema de desvio de recursos públicos, após emissão em duplicidade de documentos denominados Notas de Autorização de Despesas (NAD) e pagamentos ilegais, feitos em caráter de prioridade por serviços não prestados à Prefeitura de Nova Bandeirantes, com participação de prestadores de serviços, funcionários públicos municipais e o prefeito Valdir Pereira dos Santos.

As investigações também apuram fraudes na entrega de produtos à Prefeitura, decorrentes de aquisição por processo licitatórios e por compras diretas.

Os trabalhos contam com apoio de policiais da Delegacia Regional de Alta Floresta,  do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) de Alta Floresta, da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE) e peritos da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

Participam da operação quatro peritos da Politec, 36 investigadores, 11 escrivães e sete delegados.

 











Comente Logo Abaixo




Nenhum comentário foi encontrado, sejá o primeiro a comentar esta notícia.

65 99628 5314

Rua Ramon Sanches Marques , nº 44 , Distrito São Joaquim
Tangará da Serra-MT CEP 78.300-000

Newsletter
       

Copyright© 2013 - 2018. Todos os direitos reservados.